Cada momento ...
  

AUSÊNCIA

Por muito tempo achei que a ausência é falta.
E lastimava, ignorante, a falta.
Hoje não a lastimo.
Não há falta na ausência.
A ausência é um estar em mim.
E sinto-a, branca, tão pegada, aconchegada nos meus braços,
que rio e danço e invento exclamações alegres,
porque a ausência assimilada,
ninguém a rouba mais de mim.

Carlos Drummond de Andrade



Escrito por Sueli às 20h50
[] [envie esta mensagem]


 
  

 

" O que estraga nos anjos

é que eles têm asas ..."



Escrito por Sueli às 22h43
[] [envie esta mensagem]


 
  

 

Recebi esta mensagem e gostei tanto, que quero deixá-la registrada aqui.

Dedico-a à minha sobrinha Amanda

(de Campo Grande/MS) a quem eu amo muito!

 

"Há mais de quinhentos e cinqüenta anos o Brasil e o mundo entravam na rota dos grandes descobrimentos. Naquela época, os melhores instrumentos para a descoberta de novos continentes eram apenas as caravelas levadas ao vento. Hoje o grande descobrimento passa a ser você, e um dos instrumentos a ser utilizado, é o autoconhecimento aplicado na sua vida diária. Para que isto ocorra de forma eficaz, é preciso a utilização da determinação e da coragem, na transformação do seu eu interior refletindo no seu eu exterior. É preciso praticar todos os dias, pois esta é uma boa maneira de você se entender e ao mesmo tempo compreender as coisas que ocorrem a sua volta. Com o autoconhecimento o mundo fica mais tranqüilo e você entenderá com maior clareza os mistérios e os segredos mágicos da vida. É sempre bom lembrar que, às vezes, escondemos segredos no nosso inconsciente e que mais tarde viram traumas e bloqueios no mundo consciente. Quando temos a oportunidade de nos conhecermos melhor, abrimos um campo fértil para a correção de rotas para a nova vida, dando um norte mais preciso e brilhante em nossa trajetória de luz. Está na hora de você se descobrir e ter uma vida mais feliz e com um detalhe: pilotando o destino com suas próprias mãos."

 

Acho que é o que estou tentando aprender a fazer ... rs



Escrito por Sueli às 16h41
[] [envie esta mensagem]


 
  

 

Hoje, na hora do almoço, vagabundeando pelo conjunto Nacional, deparei-me com uma exposição de fotos, desenhos e textos criados por detentas de diversas penitenciárias de São Paulo,  chamada “O Direito de Olhar”. Vale a pena conferir!

Cito abaixo, um dos textos aos quais não resisti e copiei.

 

“O que eu fiz comigo?”

Meu corpo não responde quando eu chamo, meu corpo simplesmente fica leve e inseguro porque não sei o que foi que eu fiz.

Tive oportunidade de mudar, tive chances de escolher, mas eu não quis.

Estive cega ao andar no abismo escuro que me fez sentir bem.

Encontrei um alguém, alguém que já não sei se existe mais.

Ele me ensinou o que eu sei até hoje, ele foi a alegria e a tristeza de minha vida.

Hoje, me lembrando dele me pergunto: o que foi que eu fiz?

 

(trecho do texto de V.F.P. 18, Internato de Taipas)

 



Escrito por Sueli às 13h26
[] [envie esta mensagem]


 
  

Dormir

 

Seria bom se apenas dormíssemos de olhos fechados. Seria bom se o sono fosse apenas reflexo do cansaço, ou ferramenta de sobrevivência. Quantas vezes flagro-me dormindo de olhos abertos, olhando, mas não enxergando, sentindo, mas não assimilando. Será uma fuga? Será medo? Medo de deixar o mundo da fantasia, onde posso escolher destinos e personagens, onde posso simular retorno de meus feitos, de meus sentimentos? Será a vontade de não enxergar o que se passa, para não ter que admitir o que não me agrada? Que ironia! O objeto de meu falso sono, geralmente é o que me faz ficar acordada na hora em que deveria estar dormindo. E o sono foge, esgueirando-se por labirintos desconhecidos, sem pressa alguma de voltar. Ah, como eu gostaria de dormir na hora de dormir ...

(Sueli)



Escrito por Sueli às 23h01
[] [envie esta mensagem]


 
  

As aparências enganam ...

 

Talvez, lá do outro lado do horizonte haja alguém só, sem a presença do ser amado, mas muito mais perto dele do que a pessoa que está ao seu lado agora... O que realmente vale? Presença física? ... Não, o que vale é ser a dona do seu pensamento, intocada pelas mãos, mas totalmente envolvida pelas suas aspirações e pelos seus sentimentos, onde quer que ele esteja, mesmo que seja ao lado de outra mulher...

 

 

 



Escrito por Sueli às 20h01
[] [envie esta mensagem]


 
  [ ver mensagens anteriores ]  
 
 



Meu perfil
BRASIL, Mulher, de 46 a 55 anos, Portuguese, English, Livros, Música


HISTÓRICO
 30/11/2008 a 06/12/2008
 24/12/2006 a 30/12/2006
 18/06/2006 a 24/06/2006
 09/04/2006 a 15/04/2006
 05/02/2006 a 11/02/2006
 29/01/2006 a 04/02/2006
 22/01/2006 a 28/01/2006
 15/01/2006 a 21/01/2006
 08/01/2006 a 14/01/2006
 01/01/2006 a 07/01/2006
 25/12/2005 a 31/12/2005
 18/12/2005 a 24/12/2005
 11/12/2005 a 17/12/2005
 04/12/2005 a 10/12/2005
 27/11/2005 a 03/12/2005
 20/11/2005 a 26/11/2005



Mensagem da Semana:
"O distintivo do amigo é ser amigo do amigo do seu amigo e inimigo do inimigo do seu amigo." (Ibn Al-Mukafa)

OUTROS SITES
 Momentos são ... (meu)
 Afrodite sem Olimpo
 Clarice Lispector






DESEJO A TODOS OS MEUS AMIGOS, UM NATAL MUITO FELIZ E UM ANO NOVO REPLETO DE REALIZAÇÕES!




Clike templatesbyladykell







VOTAÇÃO
 Dê uma nota para meu blog!